sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Violas velhas, guitarras escarafunchadas, boas vibrações, um cego barbaças cheio de alma na voz e pessoal de tudo o que é canto. Muito longe do glamour e da opulência plástica e acéfala da música e dos videoclips insuportáveis da MTV. Isto é música genunina, com o coração, com grão, com um propósito. Isto é o que eu gosto. Só tem um defeito. Não me convidaram para participar. Nem que fosse para levar bebidas à malta.

1 comentário:

João Luis disse...

"Depois do silêncio, aquilo que mais aproximadamente exprime o inexprimível é a música." (Aldous Huxley)